PGPSA/ARAQ ARAQUARI- C.C. PÓS-GRAD PROD.SAN.ANIMAL ARAQUARI - COORD. PESQUISA E INOVAÇÃO Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: RENAN MENEGASSO BAGIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RENAN MENEGASSO BAGIO
DATA : 17/06/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Web Conferência - Google Meet: https://meet.google.com/fwe-xjne-bor.
TÍTULO:

Concentração dos ácidos graxos não esterificados em vacas leiteiras multíparas da raça Jersey: influência do metabolismo do periparto, produção e qualidade do leite.


PALAVRAS-CHAVES:

balanço energético negativo, hipocalcemia, pós-parto.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

A relação do metabolismo com produtividade é fundamental para buscar o máximo desempenho em animais saudáveis. Várias adaptações fisiológicas, metabólicas e inflamatórias acontecem durante o período de transição e estão ligadas diretamente ao sucesso da lactação. O objetivo deste estudo foi determinar a influência dos ácidos graxos não esterificados em vacas leiteiras multíparas da raça Jersey e sua influência no metabolismo do periparto, produção e qualidade do leite. Foram utilizadas 26 vacas leiteiras multíparas da raça Jersey. Os animais foram categorizados com base na concentração de AGNEs 24 horas após o parto, utilizando a mediana em alto e baixo (GAm=alto > 0,38 mmol/L e GBm=baixo ≤ 0,38 mmol/L) e pelo quartil 75% (GAq= alto > 0,57 mmol/L e GBq= baixo ≤ 0,57 mmol/L). Foram realizadas colheitas de sangue sete dias antes do parto e nos dias 1, 3, 7, 14 e 21 após o parto para análise de concentrações de cálcio (Ca), magnésio (Mg), Fósforo (P), beta hidroxi butirato (BHBA), ácidos graxos não esterificados (AGNEs), aspartato amino transferase (AST), gama glutaril transferase (GGT), albumina (ALB), proteínas plasmáticas totais (PPT) e determinar os valores de globulina (Glob). Nos dias 7, 14, 21, 28, 35, 42, 49, 56 foram coletados dados de produção de leite, teor gordura, proteína lactose, sólidos totais e caseína e para determinação de FCM e ECM. Os dados zootécnicos: escore de condição corporal (ECC) e o peso foram obtidos sete dias antes da data prevista do parto e nos dias 1, 3, 7, 14, 21, 30 e 60 dias após o parto. Os dados foram submetidos a análise de variância por medidas repetidas, utilizando o programa SAS®. Vacas leiteiras dos grupos GAm e GAq produziram mais leite, +2,97kg (P=0,0451) e +4,27kg 9 (P=0,0083). Os grupos GAm e GAq produziram menores teores de proteína e caseína (P<0,05). As concentrações dos AGNEs foram maiores no GAm no dia 1 (GAm= 0,84 vs GBm=0,26 mmol/L) e 3 após o parto (GAm= 0,77 vs GBm= 0,31 mmol/L) (P<0,0001) e também maiores GAq no dia 1 (GAq= 1,16 vs GBq= 0,32 mmol/L) e 3 (GAq= 0,97 vs GBq= 0,38 mmol/L) (P<0,0001). Os grupos GAm e GAq tiveram hipocalcemia transitória no dia 1 após parto (GAm=8,11 vs GBm=9,55 mg/dl, P<0,0001) e (GAq= 7,91 vs GBq= 9,17ml/dl P=0,0133). Os marcadores inflamatórios PPT e Glob foram menores para GAm e GAq (P<0,05). Vacas leiteiras multíparas da raça Jersey com maior concentração de ácidos e graxos não esterificados 24h após o parto apresentam maior produção de leite até os 56 dias após o parto, maior concentração de AGNEs até o terceiro dia após o parto e hipocalcemia transitória.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRÉ THALER NETO - EDESC
Interna - ***.330.620-** - BETINA RAQUEL CUNHA DOS SANTOS - UFRGS
Presidente - 1046884 - ELIZABETH SCHWEGLER
Notícia cadastrada em: 10/05/2024 19:36
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - (47) 3331-7800 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - jboss-sigaa-03.sig.ifc.edu.br.sigaa03